Sexta-feira, 28 de Maio de 2010

O edifício era novo, mas por alguma não visível, "enlouquecia" os seus funcionários.

Todos tinham o seu quinhão de parvoice,

uns porque assim nasceram,

outros porque a vida assim os transformou.

Muitos com grau de loucura dramática,

outros que usavam a loucura (benigna) para poderem viver o dia a dia.

 

 

(estas que eram de todo preferidas), quando a porta se abriu estava já lá dentro Andreia.

que vinha para o piso 0.

 

Andreia-..Oi, olha sabes, ontem uma pessoa disse-me que eras uma óptima amiga

 

 

Numa ou outra ocasião acabamos sempre por interligar com a vida de outras pessoas,

algumas amigas outras colegas e muitas das vezes simples desconhecidos.

Cruzam-se vidas em histórias trágicas, correntes e outras vezes, cómicas.

As histórias porque tenho passado e vivido tenho relatado algumas em papel,

mas poucas tem a parte cómica das relações humanas.Todos os nomes desta e de

outras histórias são obviamente fictícios, mas a acção é real e conserteza terá

novos capitúlos pois é a realidade e está a decorrer ao nível da nossa respiração.

Uma das personagens é um homem, somos amigos há tantos anos que nos perdemos no tempo,

uma amizade não compreendida por muitos que nos põem um rotulo de "namorados",

em nada nos afecta pois o nosso entendimento vai muito além da cusquice alheia...

 

Isaura-..Por essa conversa , só pode ser o Esmael.

Andreia-..Como sabes?

 

 

Com esta conversa Andreia fez cara de espanto e Isaura reparou

que afinal todo o parlapié de compreensão a nivel superior e de algo

nos juntar pois temos de viver esta experiencia terrestre, etc, etc.- não

passava de mera filosofia barata que Andreia tinha ouvido algures,

achando que era uma conversa realmente muito boa  e importante para se

ter em grupo.

Isaura tinha o poder de estudar o ser humano pelas palavras, actos, ou mesmo olhares,

achou toda a conversa feita por Andreia muito estranha, pois as frases não batiam certo,

a maneira como esta falava das acções de Esmael eram como se trata-se  de

outro homem que não o amigo Esmael que Isaura tanto gostava.

 

Andreia continuava:. Sabes, Esmael e eu, falamos telepacticamente, ontem mesmo estivemos

a falar por 2 horas (por telepatia) e ai ele disse-me que me amava, que me queria

com toda a força, que me compreendia,  mas tinha medo de me magoar,

pois sabe que estou apaixonada por ele.

Sabes, eu vivi  um casamento muito atribulado, sei que estou muito

carente, posso estar a confundir carência com amor,

mas tenho a certeza que é Esmael que quero. Somos Almas gémeas,

somos um só sofrimento, uma só vida.

 

Isaura estava estupefacta, nunca vira tanta confusão numa conversa só.

Andreia, entretanto já chorava e de repente tudo mudou.

 

Andreia.. Ele tem a cabeça numa confusão, só se quer afastar de mim,

dis-me que não gosta de mim,

que confundi tudo.Não, ele é que está muito confuso, não se adianta,

não corre risco, não enfrenta, bolas para esta vida.

 

Isaura...Olha, pára ai de chorar, eu vou ver o que se passa, vou falar com ele

e ver então qual é a sua confusão como tu dizes.

 

Andreia..Vê lá como abordas o assunto, não quero que saiba que te estou a fazer

queixinhas. Eu estou completamente apaixonada. Estou desesperada,

já não sei o que fazer.

 

Isaura...Ok, pára com isso, estás a deixar-me aflita e desesperada, já estou

preocupada com ele.

 

Andreia entrou no elevador lavada em lágrimas e Isaura voltou para o seu

gabinete tratando de telefonar logo para Esmael, ligou várias vezes mas

sem sucesso. O trabalho era bastante e não podia esperar, Isaura "debruçou-se"

sobre ele e depressa o assunto foi arrumado num cantinho da sua mente para

mais tarde tratar dele, agora os papeis na sua secretária "gritavam" por resolução urgente.

Passou a manhã e depois do almoço e de um cafezito tomado na esplanada, Isaura

deu um passeio enquanto não chegava a hora de voltar ao trabalho. O dia estava esplendoroso

e depois de tanta chuva, sabia bem andar um pouco ao Sol, carregar energias pois a nossa

atmosfera não dava tréguas, não se podia planear nada que o tempo estaria sempre ao contrário.

A tarde decorreu sem problemas, Isaura ainda tentou falar com Esmael, sem sucesso.

 

No dia seguinte Isaura ia ao Serviço de Esmael ver se o localizava e (não acreditando em coincidências)

encontraram-se na escada, Esmael tambem vinha á procura de Isaura.

 

Isaura... Meu querido, andava á tua procura já desde ontem.Acho que precisas de falar comigo, estou certa?

 

Esmael..Sim há muito tempo que não temos uma das nossas tertúlias.

 

Isaura...Sem ser das tertúlias, estás bem? não tens necessidade de me contar alguma coisa?

de algum desabafo? não sei qualquer coisa.

 

Esmael..Que me lembre, não.

 

Isaura...Constou-me que, o menino anda para ai com umas confusões na cabeça,

que estás apaixonado mas que tens receio de te a mandares de cabeça ao amor.

Afinal porque é que andas tão confuso?

 

Esmael olha a amiga com ar maroto, ela não entendia o porque.

 

Esmael..O que estás para ai a dizer?Já sei a Andreia andou a falar contigo,

foi-te contar um monte de palermices.

 

...continua...

 



publicado por Momentos com Prlinpinpin às 15:18 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

...

...

...

Bruxa

...

Páginas antigas

Amor eu quero.

...

Sereia ou Baleia

Mudanças

arquivos

Janeiro 2015

Setembro 2012

Junho 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

tags

coisas de mim

livros e patifarias.

mudanças

mudar é bom

uiiii

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds